Postagens populares

  • BoA em Hollywood - “Make Your Move 3D”

    28/06/2013




    A estrela asiática BoA fará seu debut em Hollywood em julho com o filme de dança “Make Your Move 3D” e já saiu o primeiro trailer.
    BoA co-protagonizará com Derek Hough, um bailarino americano que ganhou popularidade através do programa de celebridade “Dancing with the Stars”.
    Em 24 de junho, BoA compartilhou o link no Twitter e escreveu: “O filme americano de dança que faço parte, ‘Make Your Move 3D’, finalmente lançou uma prévia e estreará na Europa em julho”. O vídeo mostra a história de amor de Romeu e Julieta entre os personagens de BoA e Derek, além de algumas cenas impressionantes com passos de dança que esquentam o clima entre ambos.
    “Make Your Move 3D”, chamado originalmente de “Cobu 3D”, foi dirigido pelo diretor Duane Adler de “Save the Last Dance” e “Step Up”. O filme foi co-produzido por Robert Cort, responsável “Jumanji” e “Runaway Bride”. A CJ Entertainment e a SM Entertainment anunciaram que a estreia será primeiro na Europa e depois mundialmente. Ainda não há previsão para estreia na Coreia.
    Assista ao Trailer:

    0 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • 4MINUTE - 'Is It Poppin'?' e a polêmica

    O novo vídeo de 4Minute já esta causando polêmica. E isso não é novidade já que vários vídeos, coreografias ou letras de outras músicas de 4Minute passaram por uma situação parecida. Veja uma matéria antiga que escrevi clicando aqui.


    O novo single do 4minute “Is It Poppin’?” foi considerado inadequado pelos padrões de transmissão da KBS.
    No dia 26 de junho, a KBS revelou que “Is It Poppin’?” de 4minute não está dentro dos padrões para a transmissão por causa de algumas letras explícitas. Na letra, a linha problemática foi: “Traga seu b*ndão pra casa agora”.
    Fontes da Cube Entertainment comentaram: “Decidimos editar a letra da música. Planejamos omitir a palavra ‘b*ndão’. Depois de editar, vamos pedir outra revisão”.
    Foi noticiado que “It Is Poppin’?” passou nas reviões da SBS e da MBC.
    “Is It Poppin’?” é outro trabalho do Brave Brother e foi lançado no dia 28 de junho. 
    Veja o MV da música !


    0 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • e3 2013 - PS4 e Xbox One

    17/06/2013

    E3 2013 (Electronic Entertainment Expo) chegou ao fim, trazendo algumas inovações e mudanças radicais para a nova geração durante seus três dias de duração. A feira foi marcada principalmente pelos diferentes posicionamentos dos três principais fabricantes de consoles do mercado de games: SonyMicrosoft e Nintendo. Veja os principais pontos positivos e negativos das participações das duas primeiras.






    Microsoft
    - Vantagens e promessas

    - Xbox One é a grande aposta da Microsoft para a nova geração, com gráficos bem definidos, um promissor sistema de processamento de dados em nuvem e um Kinect mais preciso, já integrado ao console.
    - A promessa de uma grande biblioteca de jogos exclusivos para o novo console, entre os quais se destacam Halo 5, TitanFall, Forza Motorsport 5, D4, Quantum Break, Sunset Overdrive e o retorno da clássica saga Killer Instinct, que fez sucesso nos consoles Super Nintendo e Nintendo 64.
    - O Brasil será um dos primeiros países a participar do lançamento oficial do Xbox One.
    - O Xbox 360 ainda é uma aposta da companhia. Uma nova versão do console foi lançada, com um design menor e mais fino.
    - Decepções e frustrações
    - O console, que funcionará apenas conectado à Internet, terá que ser atualizado a cada 24 horas para poder ser utilizado. A Microsoft foi muito clara: "quer jogar offline, compre o Xbox 360".
    - No caso do Brasil, que ainda possui uma infraestrutura precária de serviços de banda larga, esta limitação se torna ainda mais crítica.
    - Restrição para venda e empréstimo de jogos usados.
    - Terá trava regional. Alguns jogos só estarão disponíveis em certas partes do mundo.
    - Não haverá retrocompatibilidade com os jogos do Xbox 360 para o Xbox One.
    - Apesar do Brasil ter uma fábrica do Xbox e ser um dos 21 países a receber o console, o preço ficou muito desequilibrado (e salgado) em relação ao dólar: US$ 599 lá fora e R$ 2,200 por aqui.
    Sony
    - Vantagens e promessas

    - Um console poderoso, com gráficos de ponta e um controle
    - A Sony promete que o PlayStation 4 será primeiro um videogame, para depois ser um sistema de entretenimento. O videogame funcionará offline e não exigirá conexão permanente à Internet.
    - A Sony vai usar a força da sua corporação, por meio da divisão Sony Pictures Entertainment (que é dona de TV e estúdios de cinema) para levar conteúdo de filmes e programas de televisão a seus usuários.
    - A fabricante japonesa preferiu manter o mercado de games misto com jogos vendidos na PSN e games em mídia física.
    - Não haverá restrições para compras e empréstimos de jogos usados.
    - A retrocompatiblidade de jogos do PlayStation 3 para o PS4 será permitida por meio de uma taxa paga via sistema Gaikai.
    - A empresa reconquistou a simpatia dos gamers com a promessa de um videogame mais barato que o seu principal rival. Custará US$ 399.
    - Decepções e frustrações
    - Para  jogar online, o gamer terá que pagar uma assinatura na PlayStation Plus.
    - A bliblioteca de jogos do PlayStation Vita praticamente não foi anuncidada e poucos jogos foram anunciados.
    A PlayStation Store no PS Vita (Foto: Divulgação) (Foto: A PlayStation Store no PS Vita (Foto: Divulgação))A PlayStation Store no PS Vita (Foto: Divulgação) (Foto: A PlayStation Store no PS Vita (Foto: Divulgação))
    - O PS4 será vendido com o console e um controle. O PlayStation Eye, PlayStation Movie devem ser vendidos separadamente ou em um pacote à parte que deve disparar o preço do videogame.
    - Ainda não há informações sobre como será a interação do PlayStation 4 com o jogador. Será usado apenas o PS Eye e o Move? Eles serão equivalentes ao Kinect?
    - O preço do mercado no Brasil ainda não foi anunciado e também promete ser um susto. Mesmo com o anúncio do desejo da Sony de trazer o console para o Brasil com preço equivalente à conversão do dólar, é muito difícil que isto ocorra devido às taxas e impostos nacionais.
    Fonte: techtudo
    Assista agora a conferência da Microsoft e da Sony respectivamente que rolou na e3 legendado e traduzido simultâneamente!
    Pule o tempo indicado na tela para ir direto a conferência!
    Se preferir, assista ao resumo do segundo vídeo abaixo, legendado
    Créditos dos vídeos ao canalPG

    3 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • The Last of Us

    Parece que a cada dia que passa, a cada por do sol, o mundo muda. Em todos os aspectos. Você muda. A Terra, as ideias das pessoas, os ideais de cada um.


    OK, acho que fui um pouco profunda demais... mas não é para menos. Estou aqui para falar do game que estava previsto para maio e foi adiado sendo lançado oficialmente hoje, para PS3: The Last of Us. A qualidade dos gráficos dos games que vem sendo lançados é de deixar qualquer um impressionado. A qualidade de "The Last of Us" supera as expectativas. Imagino que daqui alguns anos estaremos jogando personagens reais. Pessoas de verdade. Já estamos quase lá mesmo...

    Primeiro que o título chama super a atenção e tem tudo a ver com a história. Pra quem não sabe, "The Last of Us" que dizer "O último de Nós". Continue lendo a matéria e prepara-se para embarcar numa história muito bem trabalhada e construída.




    The Last of Us é um game em terceira pessoa de aventura/ação com elementos de sobrevivência e de horror. Atualmente em desenvolvimento pela Naughty Dog será lançado hoje, 14 de Junho de 2013 em exclusivo para a PlayStation 3. Foi anunciado oficialmente em 10 de Dezembro de 2011 durante os Spike TV Video Game Awards.
    O jogo conta a história de Joel (voz de Troy Baker) e Ellie (voz de Ashley Johnson) vagueando numa América pós-apocalíptica.
    Antes do lançamento do jogo, The Last of Us recebeu aclamação universal. Atualmente detêm uma pontuação de 96 no Metacritic e de 95.52% no GameRankings.

    Jogabilidade

    The Last of Us usa uma perspectiva de terceira pessoa. O combate desenvolve-se primariamente em corpo-a-corpo. As armas do jogo são degradáveis e os projécteis serão rudimentares, como um tijolo. Enquanto as armas de fogo podem ser procuradas, a sua munição é muito escassa. A Naughty Dog assegurou que emThe Last of Us nunca irá resultar no jogador a correr pelo ambiente a disparar sem cuidado e em automático. A saúde não regenera, forçando o jogador a ser mais conservador. A ênfase em expor a fragilidade do jogador ajuda a acentuar a pressão para sobreviver num mundo áspero.
    O jogador controla Joel, enquanto Ellie, controlada pela AI, permanece junto a Joel durante grande parte do jogo. O modo cooperativo não irá existir no jogo, no entanto a Naughty Dog afirmou que The Last of Us não é "uma grande missão de escolta." Ellie é uma personagem de suporte em vez de uma vitima frágil: por exemplo, ela pode chamar inimigos para Joel e ajudá-lo atirando objectos como tijolos. Ellie pode morrer, mas também pode defender-se até certo nível, usando armas ou a sua astucia para escapar ao perigo.
    Durante o jogo, o jogador é obrigado a confrontar-se com os Infectados (ex-humanos infectados com um fungo) e com os Sobreviventes (humanos, que apesar de não estarem infectados são também hostis). Cada tipo de inimigo tem padrões muito distintos, com os humanos a serem particularmente competentes: conseguem trabalhar juntos, confiando informação importante uns com os outros, conseguem fugir, trocar de táticas dependendo se Joel tem uma arma de fogo ou uma arma branca, e até se podem render se souberem que já estão derrotados.Acima de tudo, a AI inimiga é muito adaptável, oferecendo muitas variáveis dinâmicas com a qual o jogador se vai confrontar. A Naughty Dog designou a sua programação da AI com o nome "Balança de Poder".
    O jogo também contempla uma gestão de inventário e um sistema de combinação de objectos. A qualquer altura, Joel pode abrir a sua mochila para combinar ou usar objectos, como por exemplo para fazer um coquetel molotov.
    Ao contrário de Uncharted, os jogadores podem interagir com objectos no ambiente por causa da história de fundo ao invés da sua mera progressão. Por exemplo, quando os jogadores vêm um poster de um filme, podem escolher interagir com ele ou não. Os itens com a qual o jogador pode interagir ficam iluminados.


    Naughty Dog explica a história 


    Sendo a Naughty Dog reconhecida pelo seu trabalho em séries como Jak and Daxter e Uncharted é fácil perceber porque é que o seu novo jogo, The Last of Us, é um dos títulos mais esperados do ano. Mais impressionante ainda é fato de The Last of Us só ter sido anunciado no passado Dezembro na cerimónia dos Video Game Awards e já ser alvo de tanta ansiedade pela crítica especializada e pelos jogadores.
    Ciente deste fato, a equipe de produção concedeu uma entrevista à Game Informer.com o objetivo de revelar as linhas principais da narrativa assim como as inspirações para a temática do jogo.
    Atenção: o texto abaixo foi retirado de um site de Portugal.
    A narrativa toma lugar 20 a os depois do surto de Cordyceps, um vírus/fungo responsável pela aniquilação da grande maioria da população assim como pela queda de governos e inúmeros postos de quarentena. A história toma lugar num destes postos. Sendo um dos últimos postos livres do vírus a segurança é rígida e apertada sendo que qualquer pessoa que se mostre portadora do vírus é rapidamente eliminada. Este posto está completamente fechado do mundo exterior e é desta maneira que Joel, o protagonista do jogo, se torna uma figura importante uma vez que opera no mercado negro, encontrando qualquer coisa que lhe peçam.
    Joel é um sobrevivente do surto de Cordyceps e uma testemunha da destruição que o vírus causou ao mundo tal como o conhecia. Devido a tudo o que passou Joel é um homem fechado e de tal modo empenhado na sua sobrevivência que o seu senso de moral já está seriamente comprometido.
    É a este homem que é confiada a missão de resgatar uma jovem de catorze anos do posto de quarentena, a jovem Ellie, que nunca foi além das fronteiras impostas pelos militares. Os motivos por detrás desta missão não foram revelados pela equipa de produção mas é no seu decorrer que Joel e Ellieacabam por se tornar alvos procurados pelos militares. Tendo prometido ao seu único amigo cuidar de EllieJoel tem então o objectivo de a entregar ao seu destino, sendo que para isso terá de se aventurar em cenários tomados pela natureza, outrora cidades imponentes e pulsantes de vida.
    Sendo um jogo que pretende retratar um apocalipse seria de esperar que os cenários fossem cinzentos e destruídos mas parece que isso não se verifica em The Last of Us. Os cenários mostrados até agora assim como os artworks disponibilizados pela Naughty Dog deixam antever cidades repletas de fauna e flora, elementos que, não fosse pelo aparecimento do vírus, nunca chegariam até uma localização com tanta mão humana.
    Esta promete ser a principal característica diferenciadora entre The Last of Us e outros jogos do género, à excepção talvez de Enslaved. Os produtores quiseram focar-se em imaginar como iriam evoluir as cidades se estas não fossem povoadas por humanos e, para isto, o livro do norte-americano Alan WeismannThe World Without Us, foi preponderante uma vez que se foca precisamente nesta temática.
    Desta forma, e avaliando por toda a atenção dada pela equipa de produção aos cenários, é de supor que The Last of Us tenha uma componente de exploração mais acentuada que Uncharted, tal como o habitual foco na narrativa que decerto irá tornar o relacionamento entre Joel e Ellie muito mais interessante.
    Assista a um dos primeiros Trailer divulgados no canal do PlayStation




    Assista a um dos últimos videos divulgados no canal da IGN (com Spoilers)




    Obrigada por ler!

    ~gaby

    0 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • JBC relança DEATH NOTE em edição de luxo!

    08/06/2013

    Vamos preparar e o coração... e o bolso! Aos fãs (assim como eu) a espera acabou!





    A obra de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata foi um fenômeno de vendas no Japão e acabou estourando no mundo, virando sucesso instantâneo na Alemanha, França, Itália, EUA, entre outros países. A série foi publicada no Brasil em tankobon pela Editora JBC em 2007, caiu nas graças do público, e agora volta em um formato inédito que agradará aos fãs e também a quem nunca leu esse mangá.
    A publicação de Black Edition vem para contemplar um segmento pouco explorado do mercado nacional de mangás: os colecionadores. Por isso esta edição mais do que especial será lançada em livrarias e lojas especializadas.
    Em seis edições de luxo que compreendem dois tankobons em cada volume, Death Note BE virá com oito páginas coloridas no começo da edição, papel especial, capa envernizada e acabamento diferenciado, além de revisão da tradução. Tudo isso faz de Black Edition um item indispensável a qualquer coleção.


    A História
    O acaso faz com que o estudante Light Yagami se torne dono de um misterioso caderno de capa preta com os dizeres “Death Note”. Em pouco tempo, o rapaz se dá conta do incrível poder daquele objeto: ao escrever ali o nome de qualquer pessoa que escolha, ela acaba morta!
    Filho do chefe de polícia da cidade e dono de um forte senso de justiça, o jovem decide utilizar o caderno para punir aqueles que ferem a sociedade e passa a escrever ali o nome de criminosos. A morte de tantas pessoas chama atenção das autoridades e, em uma medida extrema, o grande detetive L é contratado para solucionar o caso.
    O sagaz L será capaz de resolver esse mistério? Como Light irá lidar com essa oposição à sua cruzada por justiça? Reviravoltas e muito suspense fazem parte desta fantástica história.


    Os Personagens

    Light (Raito) Yagami – Colegial brilhante, Light se vê dono de um caderno com poderes inimagináveis. Decidido a livrar a sociedade de seus membros impuros, o jovem passa a assassinar criminosos e infratores.
    L – O maior detetive do mundo, L é chamado para solucionar o quebra-cabeças envolvendo a
    misteriosa onda de mortes de criminosos. Dono de uma mente afiada, o detetive se esforçará para desvendar todas os aspectos deste novo caso.
    Ryuk – Um dos deuses da morte (Shinigamis). Entediado, Ryuk decide “perder” seu Death Note, e o deixa cair no Mundo dos Humanos. O Shinigami acompanha o atual dono do caderno, com uma curiosidade mórbida sobre o que virá a seguir.

    Os Autores

    Tsugumi Ohba, roteirista de Death Note, sua vida pessoal é um mistério. Muitos especulam que o autor trabalhe com um pseudônimo. O que nós sabemos de fato sobre este misterioso roteirista: Ohba coleciona xícaras de chá e senta-se com os pés sobre a cadeira enquanto trabalha, atividade que transmitiu ao personagem L.
    Takeshi Obata nasceu em fevereiro de 1969 e é um desenhista muito elogiado. Seus trabalhos mais famosos são Death Note, Hikaru no Go e Blue Dragon – Ral Grad. Entre seus assistentes estão grandes nomes da indústria como Nobuhiro Watsuki, autor de Rurouni Kenshin.
    A dupla também trabalhou no mangá Bakuman. A obra explora os bastidores do mercado editorial japonês e mostra o percurso que um jovem mangaká deve cursar. A série foi publicada na íntegra no Brasil pela Editora JBC.

    Death Note – Black Edition será lançado dia 8 de junho (hoje), no evento Henshin+ na Livraria Cultura do Shopping Bourbon, em São Paulo, e estará disponível em outras livrarias e lojas especializadas a partir das próximas semanas. O mangá virá ao preço de R$39,00 terá 6 volumes, com algumas páginas coloridas no começo de cada edição, cerca de 400 páginas, papel e acabamento especiais e periodicidade mensal (como a distribuição será para livrarias e lojas especializadas, o mangá não será recolhido ao final de cada mês).

    0 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • Love Hina está de volta!

    08/06/2013



    Fonte: JBC

    Love Hina, de Ken Akamatsu, é a novidade da Editora JBC. Publicado originalmente pela Kodansha em 1998, o mangá foi um grande sucesso, atingindo a marca de 6 milhões de exemplares vendidos.
    Em seu tom descontraído e muito divertido, Akamatsu apresenta ao leitor as peripécias, amorosas e acadêmicas, de Keitarô Urashima, um jovem japonês de 19 anos.
    O mangá já foi publicado pela Editora JBC em 2005. Porém, devido ao grande número de pedidos, será lançado em nova versão que seguirá o formato tankobon, idêntico ao original japonês, e será impresso em papel off-set. A nova edição também receberá uma nova tradução e adaptação.
    A animação baseada na série também teve uma ótima recepção, tendo vendido mais de 1 milhão de DVD’s no Japão. No Brasil, o anime foi exibido em diversos canais como o Cartoon Network e o PlayTV, e também conquistou o carinho do público.
    Com o novo formato, a série terá 14 volumes, mesmo número da publicação japonesa.



    A História
    Keitarô Urashima é um exemplo clássico de adolescente comum. Azarado, sem dinheiro, tímido com as mulheres e com dificuldades nos estudos, ele já foi reprovado no vestibular da Universidade de Tóquio (a Toudai) duas vezes. Ainda assim, movido por uma promessa de infância, Keitarô não desiste.
    Em um golpe do destino, o jovem se vê responsável pela pensão da Avó. Do dia para noite, o novo gerente passa a zelar pelas moradoras do pensionato, e a relação entre eles não poderia ser mais complicada.
    As confusões e desencontros entre as pensionistas e Keitarô são muito divertidas e, junto com o plano de fundo de sua promessa e busca pelo amor de infância, garantem cenas emocionantes.

    Os Personagens
    Keitarô Urashima: Ainda criança, Keitarô prometeu ao seu amor de infância que a reencontraria na Universidade de Tóquio. Sem a mínima aptidão para o estudo, o rapaz sofre para cumprir a promessa e já foi reprovado em duas tentativas. Ao substituir a avó como responsável pela Pensão Hinata, o jovem passa a interagir com as jovens moradoras. Extremamente tímido e sem mínima pista de como se relacionar com o sexo oposto, o gerente se esforça ao máximo para aguentar as provações físicas e mentais causadas pela convivência com as belas e jovens pensionistas.
    Naru Narusegawa: Uma das moradoras mais antigas da pensão, Naru é respeitada e admirada pelas outras garotas. Assim como Keitarô, Naru também aspira entrar na Universidade de Tóquio, mas seu raciocínio rápido e inteligência feroz a garantiram a primeira colocação no último simulado e uma chance real de aprovação. Orgulhosa, bonita e determinada, a personagem tem diversos atritos com o novo gerente, mas acaba desenvolvendo um grande carinho por ele.
    Motoko Toyama: Exímia espadachim de 15 anos. Conservadora e de temperamento explosivo.
    Mitsune Konno: A moradora mais voluptuosa da pensão. Amiga de infância de Naru e muito brincalhona.
    Shinobu Maehara: A mascote da pensão, uma ginasial de apenas 12 anos, porém bastante responsável.
    Kaolla Su: Nascida em um país desconhecido, Kaolla é dona de uma mente brilhante, capaz de desenvolver aparelhos tecnológicos avançadíssimos.
    Mutsumi Otohime: Inocente e dona de uma saúde delicada, Mutsumi é jovem simpática e dotada de alguns costumes bem peculiares.

    O Autor
    Ken Akamatsu começou sua carreira escrevendo fanzines (revistas feitas por fãs), ainda na faculdade de literatura. Mantendo seu tom despojado e brincalhão, Akamatsu adquiriu o costume de satirizar personagens famosos, sempre parodiando cenas clássicas de mangá. Em 1993 o autor ganhou o prêmio Novos Talentos da Shonen Magazine e em 1998 publicou Love Hina, sua obra de maior sucesso.
    Outra obra importante deste autor foi Negima!, lançada em 2003 e publicada na íntegra pela Editora JBC. Akamatsu é um autor ativo, sempre discutindo e propondo novas formas de publicação de mangás, como seu site J-Comi, que disponibiliza vários mangás gratuitamente, como o próprio Love Hina.
    Love Hina já esta nas bancas, em formato tankobon, em papel off-set, algumas páginas coloridas, ao preço de R$14,50 e periodicidade mensal.

    0 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • Trailer Oficial - The Mortal Instruments: City of Bones



    Clary Fray (Lilly Collins) presenciou um misterioso assassinato, mas ela não sabe o que fazer porque o corpo da vítima sumiu e parece que ninguém viu os envolvidos no crime. Para piorar a situação, sua mãe desapareceu sem deixar vestígios e agora ela precisa sair em busca dela em uma Nova Iorque diferente, repleta de demônios, magos, fadas, lobisomens, entre outros grupos igualmente fantásticos. Para ajudá-la, Fray conta com os amigos Simon (Robert Sheehan) e o caçador de demônios Jace Wayland (Jamie Campbell Bower), mas acaba se envolvendo também em uma complicada paixão. Do mesmo diretor do filme Legião (2010).


    Curiosidade:

    Os atores Alex Pettyfer (Eu Sou o Número Quatro) e Nico Tortorella (Pânico 4) chegaram a ter seus nomes associados ao protagonista Jace Walyland, mas quem ficou com o papel foi Jamie Campbell Bower (Harry Potter e as Relíquias da Morte).

    Assista ao último Trailer divulgado pela Sony Pictures


    0 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • BoA - MV oficial de "Between Heaven and Hell” do drama SHARK




    BoA emprestou sua voz para uma das faixas da trilha sonora do drama Shark, intitulada como "Between Heaven and Hell", e agora o vídeo da música foi revelado.
    A música já havia sido lançada no dia 27 de maio que será OST de “Shark“, dorama estrelado por So Ye Jin e Kim Nam Gil, e conta a história de um homem que abandona a mulher que ama para se vingar de pessoas que o prejudicaram.





    Confira o vídeo:

    1 comentários:

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • Copyright © 2017 - Zutto Kawaii - Todos os direitos reservados

    Zutto Kawaii Powered by Blogger - Designed por Johanes Djogan