Postagens populares

  • Fim da Tarja Editorial!



    Venho informar a quem ainda não sabe, que a Tarja Editorial encerrou suas atividades. Veja a publicação na página oficial do facebook da Tarja:



    Caros amigos e amigas da Tarja Editorial,

    Hoje oficialmente (no dia 01/11)  é o último dia de atividades "editoriais" da Tarja. Estamos encerrando nossas atividades e não estamos mais publicando livros. Durante algum tempo ainda comercializaremos parte do estoque que se encontra encalhado conosco e com os livreiros, porém não prosseguiremos com lançamentos de novos títulos. (Dica: fiquem de olho aqui, pois diariamente vamos soltar algumas promoções de nossos estoques remanescentes)

    Agradecemos imensamente todo o carinho que desfrutamos nos quase oito anos de trabalhos em prol da literatura fantástica aqui no Brasil, onde conhecemos centenas de autores e milhares de leitores.

    Caso necessitem estabelecer contato conosco, podem deixar mensagens aqui na página, pois pretendemos manter esse Facebook por algum tempo, visando manter os contatos dos leitores e autores durante... bem, enquanto durar! 

    É hora de trocarmos de pele, renovarmos conceitos!

    Abraços,

    Richard Diegues e Gianpaolo Celli
    Sócio-editores da Tarja Editorial

    Acesse o Facebook da Tarja: https://www.facebook.com/tarjaeditorial
    E saiba mais.
    Aproveitem os descontos de queima de estoque!

    Foi um prazer para o blog ser parceira dessa editora, e que venham novos projetos para todos os envolvidos da editora!

    1 comentários:

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • Daniel Radcliffe: "Quero morrer em um set de filmagem"


    Daniel Radcliffe, que viveu o bruxo Harry Potter durante boa parte de sua infância e adolescência, não se cansa dos sets de cinema. Na verdade, ele os considera seu lugar natural. E  não é pra menos! Em entrevista ao jornal The Guardian, o ator disse que espera “morrer” durante a gravação de um filme. Eu (Gaby) adoraria ver essa cena. Aliás, lamentaria rs.
    “As pessoas presumem que, se você cresceu em um set, você está cansado disso ou que você quer ir a outro lugar. Mas, na verdade, eu nunca conheci nada além de estar em sets de filmagem, e eu os amo”, disse.
    “São lugares de imenso conforto e familiaridade. Espero poder morrer em um set. Honestamente. Mas melhor tarde do que cedo”, acrescentou.
    O ator disse, ainda, que uma das melhores coisas de ter interpretado Harry Potter foi poder ter deixado a escola.
     “Eu sempre sinto pena das pessoas que dizem que a escola são os melhores anos de sua vida. Não são, de verdade. Se forem, você deve ter uma vida horrível”, opinou. Bem sincero em?
    O que acha, ele tem razão? para muitos a fase escolar é realmente a melhor fase da vida. Mas muitos adolescentes não veem a hora de terminar a escola e buscar seus objetivos para o futuro!

    1 comentários:

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • Resenha: Desastre Iminente - Jamie McGuire + Entrevista com a autora!

    Eu demorei mais do que eu imaginava para terminar esse livro. Lia um pouco, parava uns dias, depois voltava. Mas o livro me surpreendeu em diversos aspectos.

    Classificação: 4 estrelas
    Título original: Walking Disaster
    Editora: Verus
    Autor: Jamie McGuire
    Nº de páginas: 406
    Tradução: Ana Death Duarte










    Toda história tem dois lados.
    Em Belo Desastre, Abby disse o que pensava.
    Agora chegou a hora de conhecer os fatos pelos olhos de Travis.

    Sinopse
    Travis perdeu a mãe muito cedo, mas, antes de morrer, ela lhe ensinou duas regras de vida - ame muito, lute mais ainda. Tendo crescido em uma família de homens que gostam de jogos e lutas, Travis Maddox é um cara durão. Musculoso e tatuado, bad boy até o último fio de cabelo, ele leva uma mulher diferente para casa a cada noite. Até conhecer Abby Abernathy. Determinada a se manter longe de problemas, Abby resiste com todas as forças ao charme de Travis, sem saber que assim só o deixa mais determinado a conquistá-la. Será que o invencível Travis 'Cachorro Louco' Maddox vai ser derrotado por uma garota?

    "- Eu sei que a gente tem problemas, tá? Sou impulsivo, esquentado, e você me faz perder a cabeça como ninguém. Num minuto você age como se me odiasse, e no seguinte como se precisasse de mim. Eu nunca faço nada direito, eu não te mereço... mas, porra, Abby, eu te amo. Eu te amo mais do que jamais amei alguém ou alguma coisa em toda a minha vida... eu só preciso de você; Eu só penso em você. Eu só sonho com você. Eu só quero você."

    "- Sabe por que eu te quero? Eu não sabia que estava perdido até que você me encontrou. Não sabia que estava sozinho até a primeira noite em que passei na minha cama sem você. Você é a única coisa certa na minha vida. Você é o que eu sempre esperei, Beija-Flor.
    Ela pegou meu rosto com as duas mãos e a envolvi com os braços, erguendo-a do chão. Nossos lábios se tocaram suavemente, e fiz questão de comunicar em silêncio, com aquele beijo, quanto eu a amava, porque eu nunca conseguiria fazer isso apenas com palavras."

    O que achei
    Quando li "Belo Desastre" (leia mais aqui) eu fiquei muito intrigada com a história. Ao contrário do que várias pessoas acharam, e eu até entendo, eu amei o livro e li rapidinho.
    Com Desastre Iminente as coisas foram um pouquinho diferentes. Apesar da ansiedade que eu estava, desde o ano passado, que foi quando fiquei sabendo que haveria essa nova visão da mesma história, alguns pontos no livro me incomodaram um pouco.
    Nesse livro, conseguimos entender mais o Travis, saber um pouco mais sobre ele, e conhecer melhor seus sentimentos. Mas  a personagem Abby foi na maior parte do tempo extremamente chata e irritante! O tempo todo ela se mostrava orgulhosa e incapaz de demonstrar seus sentimentos. Eu não senti isso no outro livro, talvez porque eu sabia o que se passava na cabeça dela. E isso é completamente legal! Apesar da raiva que senti da Abby em boa parte do livro, o que influenciou na minha demora por finaliza-lo.

    Um fato em que não temos como negar é que o Travis fica completamente obcecado pela Abby. Me incomodou bastante. Tudo gira em torno dela, e outras coisas que seriam importantes não são tão exploradas, outros fatos na vida do Travis, até mesmo sua família. O motivo dele ser tão temperamental, talvez o trauma que ele carregou consigo desde a infância. Senti falta de "mais" do Travis. 
    Porém temos várias cenas extra, por exemplo, de suas famosas lutas, que achei que ficaram bem escritas sob o ponto de vista dele mesmo. 
    Principalmente por já conhecermos a história, eu esperava um pouco mais do Travis, não tanto da Abby.

    O Prólogo e principalmente o epílogo é o que mais vai surpreender todos os leitores.
    Eu fiquei muito, mas MUITO chocada com o final do livro. A autora faz um avanço totalmente inesperado e eu fiquei confusa. Foi BASTANTE imprevisível. Ficou com um gostinho de "quero mais" sabe, e eu reli vários trechos para tentar resgatar alguma coisa a mais.

    Por conta dos "momentos Abby" e pelo final que achei confuso, talvez por ser tanta coisa dentro de um espaço tão pequeno, acabei não curtindo tanto, o livro perdeu 1 estrelinha para mim.
    Mas mesmo assim recomendo muito essa série. Gosto muito dessa autora, ela esta entre os meus favoritos, e sempre que puder vou acompanhar tudo que ela escrever. Estou muito curiosa para ler o restante da série, pois a Jamie McGuire vai nos contar mais sobre os irmãos Maddox. Quero muito ler!

    Nos dias 19, 20 e 21 desse mês, a autora Jamie McGuire esteve no Brasil (infelizmente eu não pude ir :/ ) e passou pelo Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador! Leia à entrevista feita pelo UOL com a autora, que nos trouxe muiitas novidades imperdíveis, inclusive a notícia sobre mais um livro de Travis e Abby EBAA!

    Por que você acha que consegue vender tantos livros no mundo inteiro?
    McGuire - Acho  que não gosto de ler um livro inteiro esperando alguma coisa acontecer no final, gosto de ler livros que tenham coisas e tramas acontecendo a todos os momentos. Tenho um pouco de desvio de atenção e, por isso, gosto de ler novelas que sempre mostram coisas surgindo no meio. E acho que é justamente por isso que faz com que elas gostem tanto e continuem lendo meus livros até o final.
    Como você se descobriu neste gênero new adult?
    Eu não sabia o que era exatamente o new adult quando comecei. É um estilo novo, ninguém nunca tinha escrito histórias sobre a época do colegial e, quando escreviam, era algo mais de autopublicação. Os editores costumavam dizer que leitores não queriam ler sobre personagens de colegial (faculdade) e eu meio que mudei essa tendência.
    Por que você ama escrever?
    Escrever abriu tantas portas para mim, viajo a tantos lugares diferentes, como o Rio de Janeiro. Esta é a minha primeira vez que venho. Escrever simplesmente mudou a minha vida de um jeito maravilhoso. É algo que realmente amo fazer. Depois que meu filho nasceu, tentei tirar um ano de folga da escrita, mas quando ele já tinha três meses senti que tinha que voltar a escrever de novo. 
    O que significa escrever para essa idade de jovens adultos?
    É uma idade que curto escrever porque os personagens são jovens o suficiente para continuarem a cometer erros e bastante adultos para já entrarem em um pouco de confusão (risos). Acho que é um momento de muitas primeiras vezes, o seu primeiro amor, a sua primeira vez de fazer sexo, talvez a primeira vez de se mudar e morar sozinha e abrir suas asas e explorar sua independência. Você pode explorar pontos para esta idade como sexo, bebida, drogas, virgindade. É importante ter livros para jovens adultos e ajudar nessa transição. Assim como os filmes tem as suas classificações. O estilo young adult é tão vasto e eu não quero que meu filho de 12 anos leia a mesma coisa que um de 17 anos leria.
    Em quem se inspirou para criar o personagem Travis em seu segundo livro da série "Desastre Iminente"?
    Travis Maddox foi de fato inspirado em uma pessoa real, foi um cara por quem tive uma grande queda quando tinha uns 18 ou 19 anos. Só mudei o nome, ele não se chamava Travis. Muitas das cenas em "Belo Desastre" também fizeram parte da minha própria experiência no colegial. Travis é um bad boy que vive mudando de garotas e acho que a heroína no livro tem quase que uma troca com a leitora. Elas vêem que a heroína são elas mesmas. É por isso que se apaixonam pelo Travis...
    Recentemente você teve os direitos de "Belo Desastre" comprados pela Warner Bros para virar filme...
    Já faz um tempo isso, é uma opção da Warner Bros fazer um filme. Eles compraram os direitos. Até onde sei, já tem o produtor Donald De Line (há mais de 20 anos na indústria cinematográfica e que já produziu "Lanterna Verde" de Martin Campbell, "Uma Saída de Mestre", de F.Gary Gray com Edward Norton e "Rede de Mentiras" com Leonardo DiCaprio e Russell Crowe). Ainda não tem diretor, mas a roteirista é a Julia Hart ("The Keeping Room"). Ainda está em aberto o que irá acontecer.
    Você tem ciúmes de seus livros quando pensa que podem virar filmes? Receia que sejam distorcidos?
    Para um autor, acho que tudo em um livro é importante e não deve ser esquecido. Você já sabe as cenas que as leitoras gostam e as falas que elas gostam. Acho importante seguir o livro e levar para as telas o que as leitoras gostam quando lêem nos livros. É muito importante não trair essa relação com os leitores. Se for feito um filme, gostaria que fosse feito de uma forma que o leitor saia do cinema com uma sensação boa.
    Você gostaria de ajudar na escolha do elenco e dar pitacos no filme de "Belo Desastre"? Pensa em alguém para viver Travis no cinema?
    Acho que todo autor gostaria de ser consultado, mas nem sempre é. Decidi que sim, gostaria de ser consultada com mais frequência. Não vejo muito TV, acho que pode ser alguém não tão conhecido, mas tem que ser alguém com várias aptidões para atuar, pois muitas vezes Travis é sensível e outras ele é até um pouco assustador com mágoas que está sempre lutando. Tem que ser alguém que consiga mostrar todas as emoções do Travis.
    Como se comunica com os fãs? Consegue manter contato frequente com as centenas de seguidores?
    Eu os torno parte do meu dia-a-dia. Escrevo, depois faço um intervalo, fico online, vejo meu Twitter, meus emails, Facebook. Sempre. Depois volto a escrever por mais algumas horas e faço tudo de novo. Gosto de ficar em dia, acho que se alguém tira tempo para me procurar, eu devo e irei dedicar parte do meu tempo para responder.
    Quais são seus próximos romances? Pretende seguir com a série dos irmãos Maddox?
    Estou sempre escrevendo novos livros. Tenho dezenas de livros na minha cabeça e preciso colocar no papel agora. Tenho ideias para livros, títulos e personagens e agora tenho que fazer um por vez. O próximo que está para sair é "Beautiful Wedding" (Belo Casamento, em tradução livre), que é sobre o casamento de Travis e Abby. Será lançado no começo de dezembro. Levei nove semanas para escrever. "Beautiful Wedding" é um livro que preenche os vazios e brechas que deixei em "Belo Desastre" ou "Desastre Iminente". Nunca escrevi sobre casamento em nenhum dos livros. É algo que sentia que devia aos meus fãs. Travis tem quatro irmãos e eu pretendo escrever um livro para cada um deles. Mas agora estou trabalhando em um livro chamado "Apolonia". É um romance de ficção científica new adult, a primeira vez que escrevo sci-fi. É um pouco mais obscuro em relação ao que eu já escrevi antes, a heroína tem um passado que teve que sobreviver. Isso reaparece muitas vezes na novela e você acompanha passo a passo ao longo da leitura. 
    Qual a diferença de escrever sci-fi em si e a ficção cientifica para new adults?
    O diferente nos meus livros é que eu sempre foco nos relacionamentos, pode ser de zumbis, sci-fi, paranormal, ou um romance contemporâneo, mas você sempre vai virar a página e saber que vai ter uma história com relacionamentos entre personagens. Todo o resto, cenário e tempo é secundário. Comecei a escrever há dois meses "Apolonia". Quando escrevo livros os vejo como um filme na minha cabeça e tento fazê-los como se estivesse vendo um filme.
    O new adult é relativamente novo no Brasil, mas já existem muitos autores deste estilo. Você acha que as pessoas podem se cansar de ler esse gênero?
    Acho que o new adult é ainda muito novo, tornou-se popular nos EUA há alguns anos e o "Belo Desastre" foi um dos primeiros livros lançados. Mas acho que o mercado já está realmente saturado nesse momento. É típico que isso aconteça. Quando alguma coisa funciona, as pessoas querem escrever e querem entrar nesse mercado. Elas se inspiram e começam a escrever o seu próprio livro. A indústria tem altos e baixos, assim como a série "Crepúsculo", teve um grande "boom" e agora não são muitos os que continuam lendo.
    Você receia que seus livros não sejam mais lidos?
    Por isso eu escrevo dramas diferentes, a popularidade pode ir embora. Por que ficar estagnada em apenas um drama?
    Pretende escrever alguma biografia de alguma personalidade?
    Se algum dia escrever uma biografia seria certamente a minha. Então seria uma autobiografia. Escrever sobre a vida de alguém não me interessa muito. O que eu posso fazer é tentar passar algum fato realista de alguém para a ficção, isso sim, mas escrever não ficção realmente não me interessa. Eu tenho pensado já nisso há algum tempo (em fazer uma autobiografia), mas acho que ainda tenho muita vida pela frente. Quero esperar para fazer tudo antes, ter todas as experiências e depois mais para frente na vida eu escreveria uma autobiografia.

    2 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • Monster

    Terminei hoje de assistir ao sensacional "Monster". 
    Um dos melhores animes que já assisti.


    Monster é uma série de mangá seinen do aclamado autor Naoki Urasawa que totaliza 18 volumes encadernados e foi publicada na revista japonesa Big Comic Original, da Shogakukan, entre 1994 e 2001.
    Uma adaptação integralmente fiel em anime, com 74 episódios, foi exibida na NTV entre Abril de 2004 e Setembro de 2005, tendo sido produzida pela Madhouse. Foi dirigida por Masayuki Kojima, escrita por Tatsuhiko Urahata e contava com a caracterização de Kitaro Kosaka.
    Em 2002, Urasawa escreveu e ilustrou o livro Another Monster, que explica os eventos de Monster do ponto de vista de um repórter de investigação.
    A editora Panini publica o mangá no Brasil desde junho de 2012.



    Vi, então, levantar-se do mar uma Fera que tinha dez chifres e sete cabeças; sobre os chifres, dez diademas; e nas suas cabeças, nomes blasfematórios. A Fera que eu vi era semelhante a uma pantera: os pés como os de urso e as faces como as de leão. Deu-lhe o Dragão o seu poder, o seu trono e a sua autoridade. Uma das suas cabeças estava como que ferida de morte, mas essa ferida de morte fora curada. E todos, pasmados de admiração, seguiram a Fera e prostaram-se diante do Dragão, porque dera o seu prestígio à Fera, e prostaram-se igualmente diante da Fera, dizendo: “Quem é semelhante Fera e quem poderá lutar com ela?”
    Enredo
    A passagem bíblica refere-se à chegada do Anticristo, comparável na série ao principal vilão, Johan. O seu significado torna-se mais claro ao longo da série.
    Esta começa em 1986, e acompanha Kenzou Tenma, um neurocirurgião japonês especialista em cirurgias cerebrais, que tem uma habilidade incomparável. Trabalha no Hospital Memorial Eisler de Dusseldorf. Tenma por ser o melhor cirurgião do hospital, sempre é chamado para realizar operações em pessoas importantes. O seu futuro parece radiante: é um dos favoritos do diretor do hospital, respeitado por todos os colegas, tem uma carreira promissora, é noivo da a filha do diretor (Eva Heinemann) e é adorado pelos pacientes a quem salvou a vida.
    A mudança na vida de Tenma começa quando uma mulher turca o agride porque o seu marido não foi operado por ele e veio a falecer. Isso ocorreu porque a política do hospital decretou que Tenma deveria operar outro paciente, considerado uma personalidade de destaque, mesmo tendo chegado depois. É então que Tenma começa a perceber que o hospital onde trabalha privilegia os pacientes com maior relevância pública ou poder aquisitivo. Isto é algo com que discorda e que o revolta, pois, para ele, todas as vidas humanas tem o mesmo valor.
    Mas a história de Monster começa de fato em uma noite, em que chegam ao hospital dois irmãos gêmeos em estado grave, Johan Liebert, um garoto que foi atingido com uma bala na
    cabeça, e sua irmã Anna Liebert. As crianças eram os únicos sobreviventes de um massacre que tinha vitimado os pais. Quando Tenma esta prestes a começar a cirurgia de Johan, ele é avisado que o prefeito da cidade esta chegando ao hospital, beirando a morte. Os superiores de Tenma dão-lhe ordens para deixar o menino e começar a operar o político, mas a sua ética pessoal, contrariando a ética do hospital, o obriga a continuar com Johan, que acaba sobrevivendo, e a deixar o político para outro médico, que por infortúnio não conclui a cirurgia com êxito.
    Esta sucessão de eventos destrói a vida de Tenma, embora o médico tenha agido de acordo com os seus valores. De imediato, perde a promoção prometida ao posto de direção na área de neurocirurgia e os superiores declaram-lhe que a sua progressão na carreira terminou. É afastado dos gêmeos, seus pacientes. A sua namorada termina a relação logo que ele perde o apoio do diretor geral. E tanto o diretor do hospital como a sua ex-noiva insistem na ideia de que a vida das pessoas não são iguais, existem seres humanos mais importantes do que outros. Esta é uma teoria com que Tenma não concorda de todo, e sente-se injustiçado por ter perdido todo o seu promissor futuro por causa de pessoas que a defendem.
    Spoiler - Alguns dias depois, os gêmeos, que até então tinham revelado um comportamento misterioso, desaparecem. E, na mesma altura, morrem alguns médicos que tinham se beneficiado com a decadência de Tenma, todos por terem ingerido balas com relaxantes musculares. Entre os quais o pai de Eva, diretor do hospital. A situação dramática leva ao início de uma investigação conjunta da polícia e do BKA, representado pelo detetive Lunge. Tenma é, aparentemente, quem mais lucra com as mortes, pois iria automaticamente receber de volta o seu cargo alto. Torna-se assim o principal suspeito dos crimes, tanto para a polícia como para todos que trabalham no hospital, mas, não havendo nenhuma prova contra ele, o caso é esquecido. - Fim Spoiler.
    Nesta altura, a série avança nove anos. Tenma é chefe de cirurgia no Eisler Memorial Hospital e, embora viva para trabalhar, sente-se feliz e realizado. Um dia, um criminoso procurado por pequenos furtos e relacionado com um homicídio em série de casais na Alemanha chega ao hospital após ter sido atropelado. Tenma é o médico que o opera, e por isso revê o detetive Lunge, que está investigando o caso. No decurso da recuperação, o paciente confessa ao Doutor Tenma estar envolvido nos casos de que é acusado, e muito arrependido pelo que fez. Murmura constantemente a palavra "Monstro", sem explicar o porquê. 


    Spoiler - Simpatizando com o homem, Tenma decide trazer-lhe um presente numa certa noite, mas depara-se com o policial que o vigiava assassinado e a cama vazia. Devido à semelhança com o caso dos gêmeos nove anos antes, Tenma corre atrás do seu paciente até um edifício abandonado. E é então que para além do criminoso reencontra Johan, o gêmeo que operou no passado... 
    Tenma incide em um encontro inesperado com Johan, que lhe diz ter assassinado aqueles médicos como forma de agradecimento por salvar sua vida. Sempre apático e de tremenda inteligência discursiva, revela-lhe ser um maníaco sutil e que aqueles assassinatos não pesam em sua cabeça. Tenma, já bastante transtornado desde há muito, abate-se mais com essa notícia e passa a carregar a culpam por ter dado a vida de volta a Johan.


    Eva guarda uma prova crucial de que não foi Tenma o assassino, mas também sabe como incriminá-lo. Sua luxúria não deixava transparecer que gostava de Tenma mesmo após deposto, por isso o deixou. A soberbia é imensa, não sabe ser sincera. Agindo assim, nunca conseguiria fazê-lo entender que não é uma mera interesseira; ou melhor, nem tentaria fazê-lo saber esse tipo de coisa. Depois que Tenma torna a ser diretor de neurocirurgia, ela o pressiona constantemente para reatar o relacionamento amoroso. Bastante esclarecido, Tenma resolve não mais se relacionar com pessoas sovinas. Magoada e naturalmente vingativa, Eva resolve incriminá-lo pelos famosos homicídios no hospital e relata à polícia. O cirurgião deixa de ser visto como mero suspeito e é tido como criminoso responsável por delitos hediondos.


    É prisão ou fuga. Tenma escolhe fugir e resolve encontrar o monstro que ressuscitara, não tão interessado em provar sua inocência mas sim para retirar o erro que cometeu ao te-lo salvo. 
    Foragido, será perseguido pelo Detetive Lunge, um cara extravagante e demasiado racional que memoriza as coisas por meio de gestos com os dedos. Obcecado pelo caso, já desconfiava bastante de Tenma desde que os assassinatos no hospital eram novidade, mas sempre segue pistas; nunca presume nada como outros o fazem.
    A maior parte da história se passa a seguir, enquanto Tenma está foragido. Em sua jornada fugitiva e em procura do volúvel paradeiro de Johan, Tenma conhece diversas pessoas e descobre coisas impressionantes, chega mesmo aos confins mais proibidos no que se refere à história da Alemanha, eventualmente encontrando-se até com um psicólogo que, na segunda guerra, trabalhava com condicionamento de pessoas, desde a nascença delas, a fim de não terem identidade, se tornarem moralmente imunes a tudo, terem total autocontrole de seus valores. Fim Spoiler
    O que achei

    Monster é um anime adulto. Este se passa na época da queda do muro de Berlim, que foi quando tentaram unir a Alemanha Oriental e Ocidental causando aí muitas "guerras". A presença de elementos nazistas é muito presente no enredo. A sede por poder, os alemães, que consideravam-se uma raça superior, pessoas dentro de sociedades secretas. Muitos fatos são feitos por "baixo dos panos". 
    A carga dramática é muito grande. A história tem excesso de tensão, tem cenas fortes e meche com o psicológico da pessoa.
    Por isso e por tantos outros motivos, eu não recomendo que crianças vejam esse anime.
    As diversas mensagens, as críticas que a história nos passa são intrigantes. Eu não conseguia parar de assistir! 

    As descobertas que o personagem faz no decorrer, e diversos segredos vão sendo revelados tornando assim a história cada vez mais complexa. Durante toda a história, aprendemos até mesmo mais sobre a sociedade Alemã na época da Guerra Fria, as injustiças nas quais estrangeiros passavam, a oposição entre a Alemanha Oriental e Ocidental.

    Algumas cenas são fortissímas, pois a história se desenrola envolvendo muito a infância, diversos personagens tiveram infancias dolorosas, inclusive Johan e sua irmã gêmea Anna Liebert ou Nina Fortner.

    No anime, existe momentos de agressões infantis, lembranças tristes de personagens, as mortes também são explícitas e a investigação policial extremamente presente.

    "Morde, mastiga, tritura, engole."

    "Olhem para mim, olhem para mim, o monstro dentro de mim cresceu tudo isso!"

    "Há muito tempo existia um monstro sem nome... o monstro não suportava o fato de não ter um nome."

    Kinderheim 511 foi um orfanato, no qual muitas crianças sofreram. Nele abrigava-se crianças abandonas e orfãs, muitas delas cujos pais eram criminosos, espiões, advogados contra o regime, imigrantes ilegais ou refugiados mal sucedidos. E essas passavam por procedimentos de lavagem cerebral.
    Um grupo de pessoas queriam criar seres com novas identidades.
    Muitas coisas horríveis aconteceram desde então. Muitas e muitas pessoas morrem. Inclusive personagens nos quais nos simpatizamos, e tiveram papel fundamental na história.

    Enfim, é difícil eu conseguir explicar as tantas mensagens que esse anime passa. É simplesmente fantástico.

    Eu só fiquei um pouco assim com o final. Muitas perguntas ficaram no ar, um fato no final deixa em aberto o que pode ter acontecido a seguir.

    Mesmo assim, vale demais a pena embarcar nessa obra fantástica! Pretendo ler também os mangás, quem sabe consigo tirar mais deles?

    Assista/leia e conheça o verdadeiro monstro.


    1 comentários:

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • Vampire Academy - Blood Sisters

    A previsão de lançamento do filme baseado no best-seller de Richelle Mead, é para fevereiro de 2014 nos EUA. O roteiro esta por conta de Daniel Waters e direção por Mark Waters.

    pôster não oficial

    Vampire Academy é uma série young-adult, de fantasia e romance paranormal, publicada no Brasil como Academia de Vampiros, se passa no presente e mostra um mundo oculto de vampiros, alquimia e magia. Rose Hathaway (Zoey Deutch) é uma dhampir - mestiço de vampiro e humano - que está sendo treinada para se tornar guardiã de sua melhor amiga Lissa Dragomir (Lucy Fry), princesa e única herdeira das 12 famílias da realeza Moroi. Os Moroi são uma raça pacífica e mágica de vampiros mortais, que sobrevivem à luz do dia, se alimentam de doadores de sangue consensuais e envelhecem e morrem.
    Para se tornar uma guardiã, Rose frequenta a academia Saint Vladimir, onde aprende a lidar com as habilidades que herdou como dhampir e a combater os Strigoi, vampiros imortais e maléficos, predadores dos Moroi. Nesse processo de aprendizagem, ela descobre que compartilha um laço psíquico com Lissa e vive um romance proibido com seu professor Dimitri (Danila Kozlovski).Olga Kurylenko (Oblivion) viverá Kirova, a diretora da academia. Gayle será Mia, inimiga das mocinhas da história.
    Eu ainda não li a série, mas tenho os dois primeiros livros na minha estante.

    Elenco principal:

    Zoey Deucth como Rosemarie Hathaway














    Danila Kozlovsky como Dimitri Belikov
















    Lucy Fry como Lissa Dragomir














    Assista ao Teaser legendado: (achei meio estilo "True Blood" e vocês?)

    4 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • Teardrop: Lágrima - Lauren Kate

    Fiquei super feliz quando soube que a Galera Record iria lançar mais um título da Lauren Kate aqui no Brasil.



    Adorei a capa do livro. Essas águas formando o vestido da personagem ficaram sensacionais. 

    Já li todos os livros da série Fallen. Tem um post beeem antigo aqui no blog, onde eu comento sobre Fallen e Hush Hush em vídeo. Se quiserem dar uma olhada, clique aqui
    E aqui, um pouquinho sobre a sinopse de cada livro que compõe a série. (só não falo sobre o livro "Apaixonados" por ser um spin-off).
    Super ansiosa para ler esse livro!

    Leiam a sinopse do novo livro abaixo!

    Depois de perder a mãe em um acidente no mar, Eureka acha que nunca mais voltará a sorrir. E a promessa que fez à mãe – a de nunca mais chorar – se torna quase impossível, até conhecer Ander. Louro, alto e de pele muito branca, o rapaz parece estar em todos os lugares e saber coisas que não deveria sobre Eureka. Inclusive um estranho segredo relacionado às suas lágrimas e aos três artefatos que herdou da mãe: uma carta, uma pedra e um misterioso livro que conta a história de uma menina com o coração partido. Ela chorou tanto que deixou debaixo d´água um continente inteiro. Logo Eureka vai descobrir que a antiga lenda é mais que uma história, que Ander pode estar dizendo a verdade e que sua vida pode ter um curso mais sombrio do que ela imaginou.

    Eu achei o nome da personagem bem diferente Eureka sei lá achei engraçado. E o mocinho, hum parece que a dona Lauren Kate tem uma queda por louros altos em? rs Assim que eu ler cono aqui o que achei!

    0 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • Armas para apocalipse zumbi #1

    Depois do sucesso do ultimo post relacionado à zumbis, que você pode ver aqui, Algumas pessoas me pediram para continuar com o assunto de zumbis.
    Agora trago um guia de 5 armas para um apocalipse zumbi.




    1. Facas
    Facas permitem um combate fácil ,silencioso ,porem ,letal.Não saber manusear o instrumento pode ser fatal.
           2. Armas de fogo


    Armas de fogo como pistolas, Alem de serem de fácil manuseio, poderão ser encontradas facilmente em delegacias abandonadas.
    Não é para sair invadindo delegacias, apenas em caso de emergência, como no caso de zumbis.
             3. Machados, martelos e utensílios de casa.




    Sim,até uma frigideira pode ser usada como arma ,então se você não souber cozinhar ,Já tem uma utilidade para suas panelas.
              4. Espadas



           
                         
    Espadas cortam facilmente a carne em decomposição do zumbi.
           
           
              5. Arco e flecha







    Esta arma já é simbolo de zumbis,Pelo fato de alguns seriados de zumbis usarem ela nas cenas.


    Bom estas foram algumas sugestões de armas, faltou alguma? Não gostou das sugeridas?
    Deixe seu comentário ele é essencial para a nossa melhora! :-)

    ~Daniel

    0 comentários

    Gostou?
    Dê sua opinião!
    Obrigado pela visita ;D

  • Copyright © 2017 - Zutto Kawaii - Todos os direitos reservados

    Zutto Kawaii Powered by Blogger - Designed por Johanes Djogan